Elena Martyniuk

Eu não estou falando da linda moça de Astrakhan que concorreu ao Miss Russia em 2010 , para sua infelicidade. Porém, contudo, entretanto se liga ai nos trabalhos dessa fotógrafa que além de trabalhar prum lado mais comercial, digamos assim, fotografando celebridades; moda; festivais etrc, pira em um lance mais fantástico, surreal e onírico.

Desde muleka que ela tá nesse mundo, começou como fotógrafa da família e talz. Depois, por conta de trampo, saiu de Odessa ,sua cidade natal que é tipo uma Petrolina no litoral da Ucrânia. Dai a pessoa já ganhou uma pá de prêmio ao redor do planeta terra, mais de 150 medalhinhas em concursos de fotografia em uma quantidade de países que eu não vou me dar ao trabalho de lembrar nem procurar agora.  A primeira golden prize foi em 1990: mesmo ano que surgiu o Brutal Truth; coincidência, não?

A dimenssão arrebatadora das fotos, pra mim, se dá naquilo que evoca as profundezas do nosso imaginário. Há nelas uma construção de narrativas apartir do não dito nas imagens que e brutal, foda². A maioria dos trabalhos é monocromático mesmo, o que apenas deixa a coisa mais interessante.

Fodástico é pouco na minha humilde opinião. Ai, se você quiser sacar mais do trabalho dela pode dar uma conferida aqui.

Anúncios


Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s