Quase um clip de Precipice & All we love we leave behind

Dia desses eu acabei encontrando esse video de duas músicas da Converge, até que o troço é legal e eu pensei em postar como “Da série ‘clips que deveriam virar filme'”. Só uma pausa para uma breve divagação, me questiono muito por que diabos o povo da converge dividiu isso em duas faixas no All we Love we Leave Behind, a única resposta que encontro é “se o tempo para o set for pequeno a gente não toca Precipice” só consigo pensar nessa explicação, nenhuma outra parece ter alguma lógica.  Precipice e All We Love We Leave Behind encaixam perfeitamente bem demais para serem duas músicas diferentes/separadas dá um saco na coisa junto com o vídeo.

mas dai, foi só dar uma procuradinha de nada nas internet e acabei batendo nisso aqui. A porra do vídeo vem mesmo de um filme, não que isso diminua a qualidade do troço em alguma coisa..

Rovdyr é um filme slash movie norueguês bem +-, já começa pelo fato de ser um slash movie, dirigido por Patrick Syversen; que filmou sei lá o que mais. Mas a pessoa que teve a ideia de juntar trechos do Rovdyr com as duas músicas da Converge conseguiu sim dar um passo à frente na história da humanidade. Tá certo que alguns segundos as coisas não parecem se encaixar muito bem e o video desencaixa da múscia… mas mesmo assim, o clima de slash movie dentro dessas músicas, as quais juntas possuem um tom bastante melancólico, dá um UP na coisa toda geral. Diria até que é uma boa pedida procurar o Rodvyr só pra você sacar um slash movie que não venha dos states. Caso você não seje fluente em norueguês, dá pra procurar por Manhunt por ai que dá no mesmo.


S.O.S Pogo

S.O.S Pogo

S.O.S Pogo

Basicamente,  o local está passando por uns perrengues e esse rolé é pra levantar uma grana a fim de não fechar o pico; palco de tantos e tantos rolés pelos lados de Jampa. De quebras, você chega por lá e saca umas bandas supimpas… tipo a Dí Dí Déx.


A cidade é pequena para nós 2

Um tempinho desde que eu anunciei algum rolé por aqui, pois bem; vá pra esse, vai valer a pena. Nada mais atraente para uma noite de quinta feira, véspera de feriado, que um rolé com gente suja ouvindo barulheira alta bagaraio num pico infernoso qualquer. E ainda rola uma “campanhazinha” onde quem for de bike e chegar nas pressas leva um CD ai de brinds, super válido. Quem for ao rolé e não sacar muito do que pode rolar por lá se prepare pra ver um combo com algumas das bandas mais hypes do hardcore nordestino atuais, dizem ainda que talvez role rango vegan nesse rolé ai; além das clássicas banquinhas de coisas pra vender.

12048_429504767138429_1693072920_n


Warhammer “Agora, Now”.

https://i0.wp.com/3.bp.blogspot.com/-5tIBDOJ_taE/UHOQ4-jcdoI/AAAAAAAAHjQ/2Iqb3kLyfxA/s1600/Warhammer+em+Recife.jpg

 

Partiu!?!


Nesta noite viveremos só o agora.

A Tuna tá chegando aqui por Hellcífilis em sua NE Tour, muito foda. Se você sabe o que é rock do jeito certo, vai sacar o rolé quando for passar pela sua cidade… apenas isso. Ai, você nunca sacou o som da tuna? Dá uma sacada aqui que rola de fazer o download do álbun “O mudo mundo com a nossa voz”. Recomendo², só isso.
Ainda rolamnessa mesma noite:
Nark – TR00 Black Flag feelings e Bad Religion cVLT, som todo trampado no oldschool, pra você que também acha Green Day uma piada.
Eu o Declaro Meu Inimigo – Pura periculosidade musical e um dos nomes mais fodas já pensados, é pra sacar e nóiar alto.
Como Desistir? – 30% som bonitinho, 40% instigação 35% política 20% euforia 5% instrospecção e eu no baixo, pois nem só de desgraça se vive.
Projjetö Macabrö – Realidade da rua em preto, branco e gritaria raw crust from abismo… cara feia e mão de fogo. Sem mais.
Vai ser um rolé feliz… e raivoso, do jeito certo.

Cuscus com Soja e Barulho no Beco

aAaaaaaahhhahaaaa, muleke! Saiu quase que agora uma chamada em vídeo pro Barulho no Beco, rolé monstrinho que vai rolar em Mossoró esse fds; todo mundo do NE se programando pra ir. Confere todo charme e sensualidade do povo da Deus Verme avisando que vai rolar cuscuz com soja e umas bandas de vários locais do nordes…. Cuscuz com soja *__*  Tô lá.


Música pode ser perigosa.

Domingo tem outro lançamento rolando por aqui, na terra onde corpos são lombadas na pista e a decisão entre jogar “barrinha” ou “barrão” é tomada na base do tapa. Vão ser mais 4 quilos música errada pra avacalhar com seus ouvidos e acabar com seu fim de semana, vale cada sentavo isso ai. Dá uma sacada na arte do cartaz imitando aquele cara famoso, o Yves Klein. Esse ai é pra qualquer pessoa, independente da condição sexual, ter pendurada na parede do quarto e tenho dito, simplesmente isso. Acho justíssimo que role uma venda dele ou algo assim no rolé… muito mais que a venda do CD.

Caso eu fosse a sua pessoa faria o possível pra ir, na humildade, na sinceridade e com todo o respeito. Rolé em Maranguape é quase certeza de muita gente, muita bagunça e nóia altinha, heim!