Wormrot live at O.E.F 2012 full rolé.

Vi esse vídeo um tempo atrás, quando o blog tava no limbo e tal, dai decidi lembrar da existência dele e soltar aqui… provavelmente uma galerinha já viu. Wormrot, diretamente da terra onde rola aquela piscina no topo do prédio; que a pessoa parece que vai cair e morrer, tocando pra meio mundo de pirado num dos festivais mais supimpas desse mundãozão.

Ps: onde compra um cavalo desses?

Anúncios

Seja lá onde seja Gießen…

A Wolfbrigade tocou e o vídeo tá ai, frita.


More Than Life – Full Set

Dedique alguns segundos da sua vida no youtube e vai encontrar vários shows inteiros da More Than Life, este aqui é apenas um dos postados mais recentemente; se não for o mais recente. A banda é beeeem emo, só que do jeito certo: músicas rápidas e gritadas falando sobre coisas do ♥, com umas coisinha bonitinha na melodia e harmonia vez por outra. Nada que a torne um troço chato e meloso de muleke com franja e crise de identidade pós adolescência. Infelizmente eu nunca me preocupei em procurar mais detalhes acerca de qualquer tipo de posicionamento político/ideológico dos integrantes… espero nunca me decepcionar.

Sobre o show: tem mais gente se jogando na platéia por minuto do que eu tive saco pra contar e ainda rola uma maluquice ou outra pra você parar e pensar “que nóia da porra” de vez em quando. O áudio tá ruim, vale só pra quem já saca a banda. Grita e cai nas lágrimas ai.


Converse/Thrasher Deathmatch

Saca aqueles rolés que você vê as fotos e fica pensando: “por que diabos eu estava em casa vendo Walking Dead ao invés de ter feito um corre monstro pra ter ido pra isso?” ou coisa do tipo? O Deathmatch foi bem por ai, festival grandão onde tocaram algumas bandas que eu nunca ouvi falar e algumas que são muito mais que bacanas. Dai, saiu por esse mundão um pacote de fotos do rolé… praticamente um fotodoc pelo tamanho da coisa, ou algo do tipo. Quem fez algumas das fotos foi o Douglass, não é nenhuma coisa sobrenatural o trampo dele; mas é competente. Você pode sacar a parada inteira fuçando o Brooklynvegan, quiçá vai encontrar um monte de outras fotos bacana de bandas por ai.

Scoot Inn on 3/16

Scoot Inn on 3/16

Scoot Inn on 3/16

Scoot Inn on 3/16

As galera na vagabundagi.

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

Skate (frustração), gente esquisita e muito mais que pode ter num pico massa de tocar… além da OFF!, Balaclava e Heartless no meio das bandas S2 S2. Tudo isso organizado por gente que merece mais respeito que eu e você provavelmente, leia-se: tem southernlord e brooklynvegan no meio disso: além de outr@s. Ainda rola de ver alguns vídeos disso tudo, inclusive com sets inteiros de algumas das bandas presentes… acho que é o suficiente pra deixar a sua tarde mais bacanuda e cheia do que fazer.

Code Orange Kids

Scoot Inn on 3/16

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

Rock com mina, valorizo².

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

Dead in the Dirt

Scoot Inn on 3/16

Scoot Inn on 3/16

Scoot Inn on 3/16

Heartless

Scoot Inn on 3/16

Scoot Inn on 3/16

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

Você respeitaria um rockeiro com uma cara de "criado a leite com pêra" dessas?

Full of Hell

Scoot Inn on 3/16

Scoot Inn on 3/16

Scoot Inn on 3/16

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

Balaclava

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

Thrash Talk

Scoot Inn on 3/16

Scoot Inn on 3/16

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

WTF lvl4.

Ceremony

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

sXe/glam/punk?

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

OFF!

Scoot Inn on 3/16

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

High on Fire

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party

BrooklynVegan/Power of The Riff Day Party


Outra pedradinha from PB, Warcursed.

Tá ai, mais uma banda que eu vi/conheci por esses dias e gostei bagaraio. Vi no mesmo evento que rolou a Red Buthcer, da qual eu falei ontem mais uma pedradinha vinda dessas terras quentes do nordeste brasileiro. Só que essa é um pouco mais pra longe do litoral, a Warcursed é lá de Campina Grande. Para os amantes de sons na vibe Tonico e Tinoco, Augusto César e/ou Ataulfo Alves provavelmente deve ser uma porcaria. Já para os ouvidos acostumados a sons misantrópicos, provavelmente é uma boa pedida. O som é bem feito, todo redondo e preenchido. Isso é uma coisa melhor que ótima na minha opinião.

Não vou me ater a falar do som propriamente dito ou fazer um longe review da banda. É uma voz gultural semi compreensível despedaçando sua mente enquanto um trio de cordas leva para longe aquilo que você chama de calma, paz interior ou coisa similar, simultâneamente: todo o peso de uma bateria é descarregado sem piedade entre os riffs (leia-se: fui clichê e disse quase nada sobre a banda). Não é música para gente feliz, sem mais. Há solos de guitarra; cadência pesada; camisas pretas; momentos velozes e tudos os clichês componentes de uma boa banda de metal. Eles não inovam, não enchem o som com mega modernosidades e não serão a nova revolução do mundo musical, exatamente por isso a banda é muito boa. Na minha opinião, é coisa fina pra se ouvir tanto no inverno quanto no verão, as duas únicas estações do NE.

Fiquei quase triste por ter pirado tanto no show que vi, você pode ver um trecho dele logo mais na sequência, e não ter comprado o play deles, lançado recentemente por eu sei lá quem. Provavelmente irei pegá-lo na primeira oportunidade, recomendo o mesmo para você.  Ainda não parei pra sacar as letras da banda direito, nem qual é o rolé deles, e espero muito, muito mesmo não me decepcionar, mas por enquanto aposto e indico tranquilamente essa bagaça. Os caras ainda se preocupam em fazer um myspace bonito, enquanto todo mundo migra pro bandcamp, facebook, site próprio ou qualquer outra coisa; um bom material de divulgação; uma capa de CD bem feita e tudo mais, vou eu dizer que isso não marca ponto pros caras? Tá doido?

Bota uma camisa preta e bufenta ai e saca a pedradinha, na moral.


Slayer tocando Minor Threat

Não sei se eu estou postando isso por causa da Slayer ou da Minor Threat… ou pelo fato da Slayer estar tocando Minor Threat. Ai, você tá me dizendo que não sabia do fato da Slayer tocar um hardcorezinho ou outro de vez em quando? ¬¬

A original, pra quem só escuta banda que sai na roquibrigêide


O que mais irrita vendo vídeo de show, principalmente em SP, é a capacidade da galera de ficar parada.

Bem, cá estamos nós novamente depois do recesso de fim de ano; quem tem vida social sabe mais ou menos do que eu tô falando. Por algum motivo sobrenatural essa bagaça aqui até que foi bem visitada nos últimos dias de 2011. Sei lá, vai ver que tinha alguém esperando aquelas listas de “melhor tal coisa do ano, top x álbuns de tal estilo do ano”… nem de longe eu ia fazer uma parada dessas. Maaaaas, vamo em frente: Aqui não vai ter reformulação, promoção nem o caralho por conta do ano novo, pelo menos não agora

Pra abrir essa birosca em 2012, o mais recente vídeo da Test; que se você é do rock doido e ainda não viu significa que tem algum problema ai. Tá certo que tirando esses vídeos bacanosos, o gerador e a kombi, a Test é uma banda de grindcore foda, apenas isso… mas ficar deslumbrado com ela tem pra quê não. Gente com ideia foda dentro do rock brabo por ai tem de monte e que toca fuderosamente também. Tá cansando já essa babação com os caras. (da qual eu inclusive faço parte)

O que mais irrita vendo vídeo de show, principalmente em SP, é a capacidade da galera de ficar parada. Mas nesse dá pra se entreter vendo gente bonita e descolada no rolé, inclusive a Elaine que era da abuso sonoro, os caras da conquest for death e uma ou outra celebridade escondida na multidão. Rola de ver também um cartaz de show da Cone Crew (se eu li direito) e tem umas horas que dá pra sacar uns merchans bem colocados, pura genialidade dos setores de marketing (17:15). Meu voto para o troféu “momento nóia alta” está dividido entra a autista no telhado e o cara que atacou o orelhão.

Tá vendo o que eu disse?