Música pode ser perigosa.

Domingo tem outro lançamento rolando por aqui, na terra onde corpos são lombadas na pista e a decisão entre jogar “barrinha” ou “barrão” é tomada na base do tapa. Vão ser mais 4 quilos música errada pra avacalhar com seus ouvidos e acabar com seu fim de semana, vale cada sentavo isso ai. Dá uma sacada na arte do cartaz imitando aquele cara famoso, o Yves Klein. Esse ai é pra qualquer pessoa, independente da condição sexual, ter pendurada na parede do quarto e tenho dito, simplesmente isso. Acho justíssimo que role uma venda dele ou algo assim no rolé… muito mais que a venda do CD.

Caso eu fosse a sua pessoa faria o possível pra ir, na humildade, na sinceridade e com todo o respeito. Rolé em Maranguape é quase certeza de muita gente, muita bagunça e nóia altinha, heim!

Anúncios

Nação Corrompida during SP Rolets.

Recentemente a instituição pernambucana chamada Nação Corrompida deu um breve rolé e passou por alguns picos bacaninhas, tocando com gente mais bacaninha ainda. Tái um vídeo dos caras tocando no Sattva Bordô pro deleite de quem só ouviu Alcides (vulgo Meiota) contando as merdas que os caras fizeram por lá histórias massas do rolé.

Dá pra entender quase nada do áudio e tem Wanessa na tietagem, se eu nun tô enganado, deixando o clima da coisa mais caseiro.

Ps: Davi tá me devendo um tour report até agora.


Brasilândia – Mini tour sudeste da Nação Corrompida

 

Já era hora, mais que fodidamente, dessa lenda, essa instituição do HardCore/Crossover pernambucano se aventurar por terras mais distantes. Espero que os shows sejam bacanas… todo mundo na expectativa de fotos, vídeos e o caralho A4.